Segunda, 26 Novembro 2012 22:00

Pró-Dança apresenta O Lago dos Cisnes

Será nos dias 7 e 8 de dezembro

Como parte das comemorações dos 25 anos do Pró-Dança como gestor da Escola de Ballet do Teatro Carlos Gomes, será apresentado o espetáculo O Lago dos Cisnes nos dias 7 e 8 de dezembro, às 20h, no Auditório Heinz Geyer.  Os ingressos já estão à venda e custam R$ 25,00 (inteira), R$ 20,00 (sócios do TCG) e R$ 12,50 (meia).

A proposta para o espetáculo anual de ballet é montar novamente um clássico de repertório. Sendo um dos mais famosos e apreciados ballets tradicionais, O Lago dos Cisnes povoa a imaginação e o sonho de cada jovem bailarina. Moças e rapazes com ambição em dança clássica desejam ter em seu currículo a participação em uma apresentação do Lago. Conhecido do público amante da dança, a obra é um apelo por sua dramaticidade e delicadeza. Ao lado dos ballets Quebra-Nozes e Giselle é um dos mais apreciados e aplaudidos pelo público.

Entendemos que os 25 anos da escola de dança justificam a montagem de um espetáculo importante e desafiador, que marque o momento histórico na memória da cultura blumenauense. Para nossa escola, hoje com 273 alunos, a oportunidade de contracenar com artistas de renome é uma vivência artística rara e enriquecedora. 

A obra compreende quatro atos e o enredo baseia-se num conto de fadas alemão, em que uma princesa é capturada por um feiticeiro e transformada em um pássaro.

Bailarinos convidados para a execução dos papéis-título são um diferencial e dão brilho especial à montagem. Sendo O Lago dos Cisnes uma obra coreográfica que exige grande apuro técnico, é apropriado trazer bailarinos com de grande experiência. Por esse motivo, escolhemos a bailarina Priscilla Yokoi para os papéis duplos do cisne branco e do cisne negro. Ela virá acompanhada do bailarino Guilherme Maciel.

Sobre Priscilla Yokoi         
Priscilla Yokoi nasceu em São Paulo, em 1983. Iniciou muito cedo seus estudos de Ballet Clássico na Especial Academia de Dança, sob a orientação de Aracy de Almeida e Ginástica Rítmica na Confederação Brasileira de GRD. Dos 13 anos em diante, optou pelo Ballet e de lá para cá tem sido destaque em dança clássica no país.

Em 1998 foi premiada na Bulgária, recebeu bolsa de estudos na França e, em 1999, obteve seu primeiro prêmio no Festival de Dança de Joinville. Condecoração que se repetiu muitas vezes, pois foi bailarina convidada e eleita melhor bailarina clássica do Festival em diversos anos subsequentes. 

Priscilla colheu ainda medalhas de outro em festivais do Mercosul em Buenos Aires, no International Prix de Lausanne (Suíça), no International Ballet Competition de Nova York , no Festival Nagoya (Japão), no Festival de Danza de Havana (Cuba) e em Rieti, na Itália. Como bailarina convidada abriu festivais e temporadas no Theatro Municipal de Santiago (Chile), no Festival de Dança de Joinville e em eventos internacionais de dança nos Estados Unidos e no Japão, onde também participou como convidada em turnês com os mais renomados ballets clássicos de repertório. Foi primeira bailarina da São Paulo Cia de Dança e do Columbia Classical Ballet (USA). Por seu destaque e popularidade no mundo do ballet, Priscila recebeu apoio de empresas e divulgou as marcas Capézio no Brasil, Sansha na Tailândia e Philippe Saint Paul em Nova York.

Comprometida com causas sociais e educacionais, ao lado de sua carreira artística, Priscila dedica-se ao ensino do ballet em diversas escolas. Tem um projeto junto à Prefeitura de São Paulo e cita, em especial, seu trabalho na Associação de Ballet e Artes para Cegos de São Paulo, onde ensina dança a crianças e jovens com deficiência visual. Sob a direção de Fernanda Bianchini, as bailarinas cegas ganharam o reconhecimento do Ballet Real da Dinamarca e mereceram espaço em algumas de suas turnês pelo Brasil.

Sobre Guilherme Maciel
Natural de São Paulo, iniciou seus estudos aos 11 anos de idade na Academia de Ballet Tânia Ferreira onde teve aulas de ballet clássico, jazz e dança contemporânea. Aos 15 anos passou a frequentar escolas conceituadas como o Ballet Adriana Assaf, Pavilhão D, Raça Centro de Artes e Especial Academia de Ballet, assim trabalhando com grandes profissionais da dança nacional como Ricardo Sheier, Toshie Kobayashi, Jorge Peña, Eduardo Bonnis, Roseli Rodrigues e seu ensaiador Jolles Salles.

Em 2006 e 2008 conquistou o terceiro lugar no Youth American Grand Prix, em Nova York, e bolsas de estudos para importantes escolas norte-americanas como Houston Ballet, Boston Ballet e The Harid Conservatory, onde passou um ano aperfeiçoando sua técnica. Em 2008, sob a direção de Iracity Cardoso e Inês Bogea passou a fazer parte do corpo de baile da São Paulo Cia de Dança podendo assim trabalhar com coreógrafos e remontadores nacionais e internacionais.
Em 2011 interpretou O Quebra-Nozes na 28º edição do espetáculo O Quebra-Nozes produzido pelo Cisne Negro Cia de Dança. Atualmente trabalha como bailarino, professor e coreógrafo na Escola Municipal de Bailados de Taboão da Serra e na Escola de Ballet Raquel Teixeira além de dirigir seu próprio grupo independente, o Grupo Jovem Paulista.

Serviço:
Pró-Dança 25 Anos: O Lago dos Cisnes
Data e horário: Sexta e sábado, 7 e 8 de dezembro, às 20h
Local: Teatro Carlos Gomes – Auditório Heinz Geyer
Ingressos: custam R$ 25,00 (inteira), R$ 20,00 (sócios do TCG) e R$ 12,50 (meia)
Mais informações: (47) 3326-9669.

Fonte: Pró-Dança

Aconteceu

Teatro Carlos Gomes © 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Brava Propaganda e Spezzi.