Quarta, 14 Dezembro 2016 09:59

Cia Carona em circulação pelo Centro-Oeste do Brasil

Espetáculo Das Águas Espetáculo Das Águas Foto Daniel Zimmermann

Com o objetivo de promover circulação cênica de seu espetáculo “Das Águas”, seguido de Roda de Conversa acerca do espetáculo e do fazer teatral no âmbito da coletividade, além de uma Vivência Teatral sobre os processos de trabalho da Cia, na região Centro-Oeste, a Cia Carona de Teatro, de Blumenau, abre no mês de fevereiro o seu Projeto intitulado “Águas do Centro-Oeste: circulação do espetáculo Das Águas por MT, MS e GO”, contemplado com o Prêmio Funarte Edital Miryam Muniz 2015.  As cidades por onde a Cia Carona circulará são: Anápolis e Goiânia (GO), Cuiabá e Rondonópolis (MT), Campo Grande e Dourados (MS),

 

A Cia Carona de Teatro

É um coletivo estável com sede em Blumenau/SC, atuante nas esferas regional, estadual e nacional, fundada em 1995. A dinâmica interna da Cia Carona, construída ao longo desses 21 anos, segue a lógica do coletivo e colaborativo. Seus integrantes desenvolvem atividades de pesquisa e produção de espetáculos cênicos, além do ensino de teatro. O grupo aceita os riscos de jogar com as possibilidades contemporâneas da cena, abordando em seus espetáculos temas como poder, perda, solidão, preconceitos e também possibilidades de superação. Com encontros diários, seja para o ensino do teatro ou para estudos e treinamentos, os integrantes da Cia Carona encontram-se em constante diálogo com diferentes públicos. Sempre correndo riscos, pelos temas mais variados, a preocupação com a acolhida do público e ao mesmo tempo da crítica, querer acertar sem render-se a repetir uma fórmula já conhecida, já experimentada. Não fazer o fácil. Mas também não ser difícil. Não ser pueril, nem tampouco inacessível. Acreditar. Ter um firme propósito. Trabalhar muito e cada vez mais. Aventurar-se em novas descobertas. Colocar-se em relação com o outro e consigo mesmo. Ter um olhar crítico e uma clara visão de mundo. Ter o ímpeto do jovem artista revolucionário e a paz do artista maduro, contemplativo. Querer com todas as forças levar a cabo um projeto para, oxalá, encontrar um novo sorriso ou uma discreta lágrima. Uma expressão de espanto ou um olhar intrigado, reflexivo… Enfim… Tudo isso para estar com o outro, diante do outro. E dialogar artisticamente, poeticamente, verdadeiramente.

 

 

O Espetáculo “Das Águas”

“Das Águas” é resultado da pesquisa promovida pela Carona, tomando como ponto de partida uma hipotética situação onde “a chuva não para”. Qualquer semelhança com a realidade local, de tantas enchentes ao longo da história de Blumenau e região, é pura interdependência, já que todos os integrantes têm histórias a respeito desses dias de lama. Mas, não se resume a uma história local, é água que corre mundo afora. O espaço cênico onde “Das Águas” se desenrola é uma arena total, dispondo o espectador muito próximo deste afogamento .

Comporta até 100 espectadores por sessão. Com as 12 apresentações do projeto, esperam-se até 1200 espectadores beneficiados. É um espetáculo que se dirige ao público adulto. As apresentações, bem como as vivências e rodas de conversa serão todas gratuitas. “Das Águas” é, ainda, uma experiência de “troca” de direção na trajetória da Cia. Em geral, os espetáculos Carona levam a assinatura de Pépe Sedrez. Neste, Fábio Hostert dirige, com atuação de James Beck, Sabrina Marthendal, Sabrina Moura e Pépe Sedrez. Teve sua estreia em 2011, apresentou por muitas cidades de Sc e foi selecionado para Festival Catarinense de Teatro, em 2015. Entretanto, salvo algumas exceções como Festival de Inverno SESC RJ e Festival de Teatro de Presidente Prudente (SP), ainda não teve a oportunidade de ir muito além de Santa Catarina. Neste trabalho, a protagonista é a Enchente, com suas distintas marcas de lama nas paredes e memórias de tanta gente Brasil afora. Ou, o seu contrário... Existem regiões onde essa abundancia toda de água caindo do céu é escassa. A terra rachada e a vegetação seca numa enchente de Sol. A intenção é que o espetáculo possa ser uma peça artística que promova a reflexão e a identificação do espectador com as histórias recriadas, fomentando solidariedades. 

 

Sinopse: Diluídas na chuva que cai incessantemente, personagens e histórias passeiam como se fizessem parte da paisagem. Lembranças caem como a garoa, para logo serem esquecidas. Aqui, é só a chuva quem existe. Todo o resto são objetos. Gênero da Peça: Drama – Adulto; Duração: 60 minutos; Direção: Fabio Hostert; Dramaturgia: Gregory Haertel; Atuação: James Beck, Pépe Sedrez, Sabrina Marthendal e Sabrina Moura.

 

Roda de Conversa: coletividade e longevidade

A Cia Carona convidará grupos das cidades visitadas para um diálogo acerca das condições locais de produção e reprodução dos grupos teatrais ligados ao movimento do teatro de grupo – teatro de pesquisa. Focar em grupos que possuam dinâmicas e rotinas de trabalho colaborativo, buscando o aprimoramento das qualidades grupais. , para que se possa entender a diversidade de objetivos que movem os grupos teatrais na atualidade. Serão os integrantes da Cia Carona juntamente com os convidados locais que comporão a programação. Segundo Sabrina Moura, atriz/produtora da Cia Carona, “o objetivo é conhecer as distintas realidades do fazer teatral nas regiões brasileiras, além de discutir e entender a diversidade de objetivos que movem os coletivos teatrais”. O público que se pretende atingir compõem-se de Diretores (as), Atores, Atrizes, Bailarinos (as), estudantes de teatro, grupos teatrais, estudantes da área de produção cultural e das humanidades. Esta atividade terá duração de aproximadamente 90 minutos, disponibilizando até 100 vagas.

 

Vivência teatral: processo Carona

O nome “vivência”, já dá pistas de sua intenção: compartilhar experiências e trajetórias teatrais. Incluindo “processos Caronas”, busca-se identificar o ponto de partida para a troca com outros grupos. Nele, ao longo de 3 horas, irá relatar e demonstrar processos e técnicas desenvolvidos pelo grupo ao longo de sua trajetória. Além disso, serão propostos exercícios, a partir do olhar Carona. O objetivo é promover o compartilhamento de técnicas e processos de criação artística em teatro, além de estimular a identidade coletiva a partir do olhar sobre os processos e técnicas teatrais contemporâneas.  Destina-se a Diretores (as), Atores, Atrizes, Bailarinos (as), estudantes de teatro, grupos teatrais. Disponibilizamos 20 vagas por Vivência (uma Vivencia em cada cidade visitada). Duração: 03 horas.

 

AGENDA

  • ANÁPOLIS - GO

02/02/17 – VIVÊNCIA TEATRAL PROCESSO CARONA

03/02/17 – APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

04/02/17 – RODA DE CONVERSA: COLETIVIDADE E LONGEVIDADE + APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

  • GOIÂNIA – GO

05/02/17 – VIVÊNCIA TEATRAL PROCESSO CARONA

06/02/17 – APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

07/02/17 – RODA DE CONVERSA: COLETIVIDADE E LONGEVIDADE + APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

  • CUIABÁ – MT

10/02/17 – VIVÊNCIA TEATRAL PROCESSO CARONA

11/02/17 – APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

12/02/17 – RODA DE CONVERSA: COLETIVIDADE E LONGEVIDADE + APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

  • RONDONÓPOLIS – MT

13/02/17 – VIVÊNCIA TEATRAL PROCESSO CARONA

14/02/17 – APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

15/02/17 – RODA DE CONVERSA: COLETIVIDADE E LONGEVIDADE + APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

  • CAMPO GRANDE – MS

16/02/17 – VIVÊNCIA TEATRAL PROCESSO CARONA

17/02/17 – APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

18/02/17 – RODA DE CONVERSA: COLETIVIDADE E LONGEVIDADE + APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

  • DOURADOS – MS

19/02/17 – VIVÊNCIA TEATRAL PROCESSO CARONA

20/02/17 – APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

21/02/17 – RODA DE CONVERSA: COLETIVIDADE E LONGEVIDADE + APRESENTAÇÃO ESPETÁCULO DAS ÁGUAS

Texto: Cia Carona 

Aconteceu

Teatro Carlos Gomes © 2015. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Brava Propaganda e Spezzi.